Título: Cerveja Bock Feldmann
Negócio: Cervejaria
Local: Blumenau – Santa Catarina
Entrega: Ilustração e diagramação de rótulo

Qual foi a primeira Cerveja Bock comercial do Brasil?

Segundo registros, a Bock já havia sido lançada por aqui em Blumenau (SC) no início do século XX pela Cervejaria Feldmann, empresa familiar de imigrantes alemães fundada pelo Sr. Heinrich Feldmann, permanecendo em atividade por mais de 60 anos.

Lá na fábrica, hoje museu, o que mais me chamou a atenção junto ao time da Cervejaria Blumenau foi a caldeira movida a lenha, que segundo os Feldmann conferia um leve defumado na cerveja, os rótulos (óbvio) e a cachoeira que abastecia a cervejaria.

Conhecemos a família Feldmann que nos recebeu em sua casa logo ao lado. Ouvimos diversas histórias pela matriarca da família, a Sra. Ella Feldmann (96 anos) com seus filhos, e todos estavam muito animados com a homenagem.

Sobre a criação do rótulo:

Como se tratava de uma releitura da Bock Feldmann era justo manter todas      as características do rótulo.

Segundo pesquisa e relatos da família, na época a técnica de impressão era a litografia, que em resumo tratava-se de uma técnica onde a matriz era feita em uma pedra pintada com gordura, levando tinta na parte vazada e formando o desenho, funcionando assim como um “carimbo”. Não utilizei o método acima, porém toda a ilustração e tipografia foram feitos a mão e as imperfeições características da litografia foram mantidas.

No contra-rótulo foi adicionado a imagem do fundador, breve história e as logos dos parceiros fornecedores dos insumos. Malte e lúpulo produzidos aqui na região.

O lançamento foi realizado no Bier Vila com a presença da Família Feldmann, Cervejaria Blumenau, Prefeito de Blumenau, Vice e todos que contribuíram com o projeto.

Conversei novamente com os Feldmann e era nítido, principalmente nos olhos do Sr. Nelson Feldmann (com quem mais conversei e fiquei amigo), a felicidade de novamente ver o trabalho de sua família ganhando vida. E com os olhos formando lágrimas soltou a seguinte frase: ‘‘Se meu pai estivesse vivo teria amado!”

E é aí que o coração se enche de orgulho e alegria por ter participado de um projeto tão significativo.

Você pode conferir o evento logo abaixo: